terça-feira, janeiro 3

Tempo

“O tempo vem do futuro, que ainda não existe, para o presente, que não tem existência, e some-se no passado, que deixou de existir”

(Santo Agostinho)

Comentário de pessoa amiga:

“O passado e presente que constantemente se sobrepõem, o tempo que desaparece para deixar precisamente o pensar e o sentir”

Fica aqui, para que perdure ...

13 Comentários:

Às 03 janeiro, 2006 13:15 , Blogger yatashi disse...

Lembrei-me :

'Sou o intervalo entre o que desejo ser e os outros me fizeram,
Ou metade desse intervalo, porque também há vida...'

não sei porquê:)

beijo
Lúcia

 
Às 03 janeiro, 2006 14:00 , Blogger augustoM disse...

O passado e o futuro sobrepõem-se, pelo que a sua separação, o presente deixa de existir, logo a existência é uma ilusão. Santo Agostinho tem razão ou não fosse um neoplatónico.
Um abraço. Augusto

 
Às 03 janeiro, 2006 14:01 , Blogger elsaaaaa disse...

Uma variação gira e incrivelmente verdadeira, Santo Agostinho não fez melhor; talvez igual. Que venha então o Futuro risonho, ensolarado e belo, para produzir a sombra de um passado presente: sempre. Bom Ano

 
Às 03 janeiro, 2006 15:24 , Blogger Peter disse...

Lúcia, filosofias ... mas é um pensamento interessante, que faz reflectir.

Besito*

 
Às 03 janeiro, 2006 15:26 , Blogger Peter disse...

augustom, estou sempre a aprender.

abraço

 
Às 03 janeiro, 2006 15:28 , Blogger Peter disse...

Elsa, sempre. é o que esperamos.
Bom Ano, pelo menos o começo, para mim, não tem sido mau.

 
Às 03 janeiro, 2006 15:40 , Blogger elsaaaaa disse...

Bolas...finalmente ! Desde que estive aqui, tentei voltar logo e não consegui! É que não deixei beijinhossssssssssssssssssssssss

 
Às 03 janeiro, 2006 17:47 , Blogger lazuli disse...

Hoje estive fora do domicílio necessário, mas um vento qualquer trouxe-me aqui vá-se lá saber porquë... Então quando vi o post percebi tudo.
Interessante, Peter.. Essas matérias sobre o tempo, fascinam-me.
Einstein estava certo na Teoria da Relatividade? E a Singularidade? O momento zero de tudo o que existe? E antes?
"Ha mais mistérios entre o céu e a terra, do que a filosofia pode entender".

Beijos em triplicado*

 
Às 03 janeiro, 2006 19:03 , Blogger Peter disse...

lazuli, a Elsa é que tem razão:

"Que venha então o Futuro risonho, ensolarado e belo, para produzir a sombra de um passado presente: sempre."

Vou responder-te:

- O grande mérito do João Magueijo, foi o de ele, um rapazote, pôr em causa Einstein, admitindo velocidades superiores à da luz, que assim deixaria de ser uma "constante", embora durante um período infinitamente pequeno.

- "Singularidade" é uma situação no Espaço-tempo inferior à constante de Planck, que é o mais pequeno conhecido, onde ainda se aplicam as leis da Física. Na "singularidade" tudo é possível: um gato-leão do tamanho da Via Láctea, por exemplo.

- Não há principio nem fim. O UNIVERSO sempre existiu e existirá. É infinito. O universo, no qual nos inserimos, surgiu duma "singularidade" dentro do UNIVERSO. Esse início é conhecido pelo Big Bang, embora esta designação tenha um sentido pejorativo, mas "pegou".

A Filosofia ocupava-se destes assuntos na Antiga Grecia. Julgo haver hoje em dia, na Física Moderna, uma certa aproximação holística, que não tem unanimidade de aceitação, como é óbvio.

Beijos em quadriplicado (mania das grandezas ...). ****

 
Às 03 janeiro, 2006 21:25 , Blogger lazuli disse...

Peter, o que escreveste, imagine-se: percebi. Usaste uma linguagem..digamos..normal. Para o comum dos mortais.
Vou gravar o que disseste.
Dá gosto passar por cá todos os dias.

 
Às 03 janeiro, 2006 21:51 , Blogger Peter disse...

lazuli e é sempre um prazer ver-te por cá.

Bjs*

 
Às 03 janeiro, 2006 22:12 , Anonymous zezinho disse...

O conceito de tempo fascina-me. Eu próprio nalguns textos aqui publicados tenho abordado esta temática. Como a da existência e da inexistência. Infelizmente a maior parte das pessoas teima em "ver" nesses textos apenas divagações amorosas. Ler nas entrelinhas é também uma arte. "Peter" basta que dês uma pequena "olhadela" e encontrarás alguns conceitos interessantes nos meus textos.
Abraços

 
Às 03 janeiro, 2006 23:49 , Blogger Peter disse...

zezinho

Time to Love and a Time to Die (Erich Maria Remarque )

Abraço

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial