domingo, junho 26

Entrevista

De uma entrevista concedida pelo Prof Luís de Sousa, doutorado em Florença com uma tese sobre "A corrupção em Portugal, França e Reino Unido", a uma revista semanal e em que se aborda a "sucessão de escândalos financeiros, em Portugal, envolvendo deputados e governantes", permito-me destacar:

P - Qual o período português mais negro, em termos de corrupção?

R - A partir de finais de 80. Procedeu-se a uma redução rápida e significativa do aparelho produtivo do Estado e a um aumento da interacção entre as esferas pública e privada, criando-se condições para a emergência de conflitos de interesse e apropriação financeira por parte dos detentores do poder (...)

.......................

P - O enriquecimento pessoal e partidário confundem-se?

R - Não há uma clara distinção.

......................

P - O conflito de interesses é o maior obstáculo à modernização da Administração Pública?

R - Sim. Ainda não existe uma distinção entre os interesses público e privado. O nepotismo bloqueia a modernização.

3 Comentários:

Às 26 junho, 2005 11:09 , Blogger BlueShell disse...

Bem me parecia que seria assim!

BOM DIA!
BOM DOMINGO!
Agora vou à missa, já venho!

Bjs, BShell

 
Às 26 junho, 2005 11:45 , Blogger Peter disse...

Deixa passar as "autárquicas", para eles entrarem a "matar" ...

 
Às 26 junho, 2005 21:09 , Blogger mfc disse...

De longe, às vezes, vê-se melhor!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial